Kilamba24horas

Moradores da Centralidade do Kilamba exigem manutenção preventiva dos esgotos

 Moradores da Centralidade do Kilamba exigem manutenção preventiva dos esgotos

Os moradores da Centralidade do Kilamba têm enfrentado sérios problemas com o saneamento básico, especialmente com os esgotos. Agora, estão exigindo que a Administração do Kilamba faça manutenções preventivas nos sistemas de esgoto, ao invés de apenas intervenções corretivas. Aos microfones do KILAMBA 24 HORAS, diversos moradores expressaram sua frustração com a atual situação.

“A Administração do Kilamba deve aumentar os trabalhos de eliminação dos transbordos de águas residuais porque a Centralidade está com um cheiro nauseabundo. Muitos moradores chegam a ser molhados com essas águas dos esgotos,” declarou Joaquim Santos, residente do Quarteirão L. “É inaceitável viver nessas condições. Precisamos de soluções preventivas, não só correções após os problemas surgirem,” acrescentou.

Outro morador, António Silva, que vive na Centralidade do Kilamba há mais de 10 anos, frisou a urgência de medidas mais céleres. “A Administração tem que tomar medidas mais rápidas sobre a situação dos esgotos. Se isso não for feito, as infraestruturas da Centralidade serão destruídas pelo acúmulo e transbordo das águas residuais,” disse.

Os relatos sobre esgotos escorrendo e o cheiro insuportável têm sido frequentes. A comunidade já denunciou diversas vezes a situação, mencionando quarteirões específicos como o W18, V9, U, X e Y, onde o problema é mais notório. A restauração das condições sanitárias é essencial para garantir a qualidade de vida dos moradores e a preservação das infraestruturas da Centralidade do Kilamba.

O KILAMBA 24 HORAS continuará a acompanhar a situação e a pressionar as autoridades para que medidas eficazes e duradouras sejam implementadas.