Kilamba24horas

Moradores da Vila Verde queixam-se do estado das vias secundárias

 Moradores da Vila Verde queixam-se do estado das vias secundárias

Os moradores do Distrito Urbano da Vila Verdem pedem que a Administração do Distrito dê uma atenção especial as vias secundarias e terciárias, de modo a ajudar na mobilidade dos municipes.

Em conversa com o KILAMBA 24 HORAS, os moradores queixam-se do elevado estado de degradação das vias rodoviárias, visto que as vias dos referidos bairros têm uma completa falta de manutenção, sendo que as outras carecem de conservação.

“A administração do Distrito Vila Verde deve dar um jeito nas estradas do Distrito”, disse José Cauanda, um dos moradores.

Já o municipe Francisco João,  desabafou e mostrou-se preocupado com as vias adaptadas para circulação de pessoas e bens: “Nós vivemos como se estivéssemos no tempo da escravatura. Pago os impostos, mas nem parece que estou a pagar”. Por fim, o automobilista ainda se questiona como é possível que “num país que dizem ser rico, não tenha mais pontes de madeira do tipo que se viu no filme de Chaca Zulu (filme sul-africano)”?.

Em entrevista a nossa redacção, uma fonte anónima do Governo Provincial de Luanda frisou que o programa de conservação nacional tem sofrido várias interrupções desde a sua aprovação em 2012, onde afirma também não haver dinheiro para a manutenção das estradas dos arredores e defende a necessidade de se investir na conservação das vias.

Ainda o automobilista identificado apenas por S. Paulo que utiliza com regularidade as estradas da Zona 3 diz que paga todos os impostos automovéis e não entende como as estradas continuam degradadas. “Pagamos o seguro, pagamos a licença, pagamos a taxa, resta-me saber o que é que eles estão a pensar”, afirmou.