Kilamba24horas

Mais de trezentos moto-taxistas cadastrados no Ramiros

 Mais de trezentos moto-taxistas cadastrados no Ramiros

Trezentos e 74  jovens  moto-taxistas do distrito urbano dos  Ramiros, município  de Belas, em Luanda,  foram   cadastrados e  licenciados,  bem como beneficiaram de kits de segurança rodoviária, no  âmbito do  Programa  de  Ordenamento  do Trãnsito (POT) criado pelo Decreto 123/22 das autoridades administrativas, que visa melhorar a circulação rodoviária na cidade capital.

De acordo com o Decreto, a actividade de moto-táxi pssa a ser regida pelos princípios estabelecidos na Lei nº20/03, de 19 de Agosto – de Bases dos Transportes Terrestres e pelos princípios da proximidade, simplificação, digitalização dos procedimentos administrativos, que define que os candidatos à actividade de moto-taxista deverão possuir uma carteira profissional, emitida pelo Órgão da Administração Local do Estado responsável pela área dos transportes, depois da frequência de formação profissional para o efeito, ministrada em centros de formação.

Em declarações à  ANGOP, o director  municipal  dos Transportes, Tráfego e Mobilidade,  Leonildo Cardoso informou que  o processo é  contínuo e  visa  licenciar, cadastrar, identificar e  entregar kits  de  segurança  aos   moto-taxistas  a  nível  do município de Belas, sendo o projecto  da  responsabilidade do Governo da  província de Luanda.

“Todos  os dias,  notamos  o surgimento  de  moto-taxistas, por este facto o  processo é continuo, e o nosso objectivo é ter uma  base  de  dados  que  ajuda a  controlar  essa  actividade importante  no transporte  de pessoas“, afirmou.

Durante o acto, foram entregues  150 coletes de cor verde, com o respectivo número  de  identificação, estando para breve beneficiarem de  formação  ligada ao código de estrada.

Para o  respectivo cadastramento  e licenciamento, os requerentes  devem  apresentar os dados do veículo (cor da motorizada, número do chassis, motor   e cilindragem), e fazer-se acompanhar da cópia do BI e duas fotos.

O moto -taxista  deve  ainda apresentar  o  comprovativo de  compra e venda  original do meio motorizado, fazer o pagamento de uma taxa estipulada para  fazer  o  devido cadastramento e participar  de uma  formação de capacitação organizada pela  administração local e a  Amontrang.

No âmbito  do Programa  de  Ordenamento  do  Trânsito (POT)  existem quatro  salas  de  formação para o código de estrada  e  uma  para  alfabetização  dos  moto-taxistas, localizadas nos  distritos urbanos do Kilamba, Quenguela, Cabolombo e Ramiros, por onde já passaram mais  de  700 jovens.

Por sua vez, José  Macuanda, administrador  do distrito dos Ramiros, agradeceu  o gesto  e  pediu  a  participação  de  todos os visados, no sentido de  apoiar  a  iniciativa  das  autoridades, pois vai  contribuir  para  a  organização  da  actividade  de  moto-táxis